Boletim Semanal | nº 675 | 18/03/2021

Programação disponível e inscrições abertas para o Seminário da rede em abril

Na última semana, apresentamos o II Congresso Observatório das Metrópoles "O Futuro da Metrópoles e as Metrópoles no Futuro", composto por uma série de eventos ao longo de 2021, que estão encadeados e estruturados em torno da proposta de reflexão coletiva sobre o futuro. O primeiro desses eventos, o Seminário "O Direito à Cidade em Tempos de Inflexão Ultraliberal", ocorrerá entre os dias 05 e 20 de abril e as inscrições já estão abertas. O Seminário pretende conciliar algumas pautas, como a profunda inflexão nas dinâmicas urbanas e regionais ocorrida em 2020, incluindo a crise sanitária/econômica/social imposta pela pandemia e as eleições municipais. Além disso, em 2022, estaremos no último ano do atual Programa de Pesquisa do INCT Observatório das Metrópoles, coincidindo com as eleições para o legislativo e executivo nas esferas estaduais e federais. Diante disso, a programação será composta por 12 mesas redondas que buscam alinhar a perspectiva teórica com a possibilidade de incidência da rede. Inscreva-se e participe do Seminário!

Regimes Urbanos e Governança Democrática – Olhares Internacionais

A última parte dos resultados intermediários da pesquisa "Regimes Urbanos e Governança Democrática" reúne um conjunto de artigos que, de uma perspectiva internacional, respondem a uma questão central: quais são os desafios para a governança metropolitana no contexto de permanente transformação urbana, marcada pelos conflitos que recolocam o lugar do Estado e do mercado? Os textos desta quinta seção evidenciam que existem diversos padrões de governança metropolitana que aliam formas históricas – e institucionalizadas – do poder local, às alternativas impostas pelo avanço do sistema de acumulação do excedente capitalista que constrange as formas e o conteúdo das decisões políticas. Os artigos que a compõem são: "Governance e Territorialização"; "Governança Metropolitana nas Américas"; "La ampliación de la centralidad histórica en Santiago de Chile"; "La ciudad capitalista en el patrón neoliberal de acumulación en América Latina"; "Dinâmicas sociogeográficas e políticas na Área Metropolitana de Lisboa"; "Governar as metrópoles" e "Região Metropolitana de São Paulo como centro da inovação do Brasil".

Nós respeitamos a sua privacidade e somos contra o spam.
Se você não deseja mais receber nossos e-mails, cancele seu recebimento acessando aqui.