Boletim Semanal | nº 671 | 18/02/2021

Pesquisa investiga o Carnaval de rua no Rio de Janeiro

Nesse momento em que todos sentem diretamente a falta do Carnaval, a discussão sobre sua importância para a economia e a cultura reforça também sua relevância como objeto legítimo das políticas públicas. O artigo "A falta que o Carnaval faz" discute os desdobramentos do cancelamento do Carnaval, considerando que a preocupação, além da emergência sanitária, passou a ser também os seus efeitos para a cidade do Rio de Janeiro, para as pessoas que a habitam (sejam brincantes ou não) e, principalmente, para os agentes que constroem a festa. Para essa discussão, foram utilizados os primeiros resultados de uma pesquisa inédita realizada junto ao público e aos camelôs durante a apresentação do bloco Cordão do Boitatá no Carnaval 2020. São dados fundamentais para entender a importância do Carnaval para o Rio de Janeiro e para sua população e, além disso, para acrescentar elementos para o planejamento e a execução de políticas públicas voltadas para essa atividade fundamental para a economia e a cultura local.

Regimes Urbanos e suas Condições de Barganha

A hipótese da emergência de regimes urbanos privatistas, fundados nos interesses e na lógica da transformação das cidades brasileiras em máquinas de crescimento, tem sido explorada por diversos ângulos teóricos, conceituais, analíticos e empíricos no projeto de pesquisa Regimes Urbanos e Governança Democrática. Apresentamos a segunda parte – do total de cinco – dos resultados intermediários do projeto. Essa segunda seção contém análises que retratam as condições determinantes das formas de governo e seus processos decisórios inerentes nas metrópoles brasileiras. Os seis artigos que a compõem são: "Cultura Cívica e Organizações Associadas nas Metrópoles Brasileiras"; "Poder e Interesses Empresariais nos Municípios"; "Does Politics Still Matter?"; "Capacidade Institucional dos Governos Metropolitanos"; "Dimensões Fiscais e Capacidade de Investimento" e "Condições de Fiscalidade em Municípios Metropolitanos". Confira!
Nós respeitamos a sua privacidade e somos contra o spam.
Se você não deseja mais receber nossos e-mails, cancele seu recebimento acessando aqui.